Slow Life

janeiro 31, 2015

«Lento como um caracol»

Já ouviram falar no movimento Slow Life? Acho que por aqui vamos começar a adoptar-nos a este estilo de vida.
Hoje em dia a vida é levada a correr, horas marcadas, compromissos e mais compromissos, de um lado para o outro, trabalho e casa, e com isto tudo quanto tempo sobra para nos? Para os filhos?
O que é certo é que com esta correria em que vivemos a vida vai passando, e não damos o devido valor as coisas mais importantes!
O Slow Life defende uma vida mais plana e desacelerada: ''parar e desfrutar de um presente prolongado, que em demasiados acasos acaba sepultado pelas obrigações do futuro imediato.''

Os pais tem um papel muito importante na vida das crianças, e por vezes com as pressas do dia a dia obrigam as crianças a executar tarefas que ainda não estão prontas para fazer. Cada criança tem um ritmo de desenvolvimento próprio, não podemos lhes obrigar a fazer só porque A, B ou C já faz e é mais novo. O Slow Life defende também que devem ser os pais a adaptar-se ao ritmo da criança e não ao contrário. Assim as crianças nunca dever ser pressionadas a fazer algo que ainda não sejam capazes, quando são forçadas a fazer algo que não conseguem podem acabar por gerar stress e frustrações.

Um estudo recente da Universidade de Colorado, em Boulder (EEUU) conclui-o que quantas mais actividades praticarem as crianças mais baixa será a sua capacidade de desenvolver habilidades tais como, planificações, resolução de problemas, criatividade, tomada de decisões e regulação de pensamentos e das suas acções. Os autores dizem ainda que é importante haver um equilíbrio entre as horas de aprendizagem e de jogar ou simplesmente não fazer nada.

Os estímulos nunca devem ser em excesso, porque a criança tem o seu ritmo, não é necessário serem estimuladas horas a fio a fazer algo, que vão acabar por não conseguir fazer podendo assim ficar frustradas.

Aqui vamos então começar a abrandar o ritmo e aproveitar mais cada momento do Baby T., cada dia que passa é uma nova descoberta, o tempo voa e não volta atrás. As crianças crescem por isso se não aproveitamos ao máximo agora quando será?








You Might Also Like

0 comentários