Ser mãe aos Vinte

abril 14, 2015

Não é fácil, a vida não é um mar de rosas. Ser mãe exige de nós e todos os dias algo novo, há dias que são sem dúvida muito complicados. Mas sinto que não sou menos mãe que as mães aos 30 ou 40. As vezes até me sinto melhor que elas melhor que muitas mães. Tudo começou na sala de partos quando o médico me elogiou "Portas te muito bem! Acredita melhor que aquelas que já tiveram filhos! Fizes te sempre as forças como pedimos e nem um grito tu deste. Parabéns!" Foram estas as primeiras palavras que ouvi assim que me tornei mãe! Já o era a 8 meses, já tomava conta "dele" e das coisas dele. Já vivia por ele.

Sem dúvida que é para me gabar, quando perguntam como correu o parto digo sempre de sorriso no rosto as palavras que ouvi. Não é para menos acredito que não sejam todas que ouçam isto todos os dias.

E já se passaram 5 meses, de mãe! Mãe de um menino lindo, mãe de um príncipe, mãe! Não se explica o amor de mãe. Quando o agarrei eram muitos os meus medos. Medo de errar, medo de não conseguir, medo de o magoar, medo disto e daquilo. Minhocas na cabeça e se... E se não for capaz ... E se eu falhar ... Tantos ses sem resposta que morreram na sala de partos quando bateu as 17:31 do dia 12 de Novembro de 2014. Parece que tinha acabado de tirar um curso que nem sequer existe um curso de como ser Mãe, de como ser a Melhor Mãe do Mundo [Universo e afins!].

Claro que todos os dias é uma descoberta e todos os dias me esforço para ser ainda melhor mãe. Ainda existe aquele miudinho medo de falhar, principalmente no que diz respeito a educação dele. Mas ai só o tempo o dirá! Eu vou me esforço mais que as mães de 30 e de 40 para ter um filho exemplar, para o educar da melhor forma para que ele tenha uma educação exemplar. Não são estudos na net, que o vão educar, será apenas instinto de mãe!

Ser mãe aos vinte é complicado quando olhamos para trás e vemos o que ficou por lá, quando vemos que as pessoas de vinte vão aqui e ali fazem isto e aquilo! Mas ganhei o melhor de mim, ganhei um coração novo que vive fora de mim mas que eu já não viveria sem ele. Não perdi nada! Ganhei apenas um novo rumo, diferente das pessoas de vinte!


Ser mãe aos vinte.

You Might Also Like

6 comentários

  1. Como foi a decisão de ter? Teve de parar a faculdade ou trabalho? No inicio pensou em desistir?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Balancei, no início não sabia qual seria a melhor decisão até porque o meu namoro não estava a passar a melhor fase mas toda a família e amigos apoiaram e hoje tenho a certeza que foi a melhor decisão. É o melhor de mim não existe maior amor que um filho. Trabalhava no café dos meus pais e tive de deixar porque tive praticamente a gravidez toda de repouso mas hoje estou desempregada e não está a ser fácil arranjar trabalho.

      Eliminar
  2. Parabéns, seu blog é lindo!
    Quando puder dá uma passadinha no meu, rsrs
    mae-aos-vintee.blogspot.com.br

    ResponderEliminar