Uma nova estrelinha

abril 29, 2015

Ontem foi sem duvida um dia não. Não sei se estava a persentir se é apenas coisas da minha cabeça. Mas o que é certo é que o dia custou a passar, só me apetecia dormir, estar longe de tudo e de todos, nem paciência eu tinha para o telemóvel. O que é certo é que me despachei para mais um ensaio, que acabei por não ir.
Estava sentada na mesa da cozinha tinha acabado de comer e andava a bisbilhotar o Facebook quando toca o telemóvel no quarto, não era o meu telemóvel mas sim o da minha mãe. Fiquei em silêncio para cuscar a conversa, quando ouço um grito "Não!" a cena já se tinha repetido a 9 anos atrás e vi logo o que se estava a passar. As lágrimas começaram a escorrer pela cara, no quarto a minha mãe destroçada a chorar e o Tomás espantado a olhar sem perceber o que se passava em sossego e silêncio.

Sim o céu ontem ganhou uma nova estrelinha, mais uma brilhante lá em cima a olhar por mim, por nós. Passar novamente por isto é reviver um pesadelo daqueles que só esperamos que não seja realmente verdade. Mas é a lei da vida, sei que foste porque estava na tua hora e sim eu acredito no destino! Foste para melhor, acredito que sim, estavas a sofrer ao ponto de eu não te conseguir ir ver, não queria ficar com essa memória tua.

Recordo me com emoção e também rancor do último dia que te vi, sentado naquela poltrona com o baby T. nos braços, os beijos que lhe deste e que me deste, a nossa conversa por causa de uma bengala que tu sabias que não era tua, e por fim quando me foi embora ver te a chorar por me veres partir e lembro me das últimas palavras que disses-te "É o último dia, não voltas mais?". Realmente tinhas razão, porque, porque não voltei lá para te dar mais um beijinho porque!?

Avô para sempre no meu coração! ♥

You Might Also Like

2 comentários