A nossa mamhã #2

maio 20, 2015

Para mim o dia começou cedinho pouco antes das 6:30 da manhã já andava de pé, a preparar o almoço para o papá levar. [Como sabem, ou se não sabem passam a saber, o papá está a trabalhar fora e só vem a casa ao fim de semana. Mas ontem teve possibilidade de vir dormir connosco]
Enquanto eu andava nessa vida o Tomás dormia que nem um anjinho na caminha dele, as vezes rabeia um pouco, faz várias ameaças de choro mas não passam disso. O papá foi embora, e deitei me mais um pouco antes que o Baby T. acorda-se cheio de energia e eu morta de sono.
Dormimos os dois, ele na cama dele e eu na minha, quanda um no seu canto. Eram 8 e pouco e o piolho acorda bem disposto, como sempre, e esfomeado para variar. Fui lhe fazer o leite, deitei-o na minha cama e lá comeu. Depois de beber o leite prontos para voltar a dormir, vejo que há um "pequeno" grande problema. O Tomás estava mijado quase da cabeça aos pés. Vamos lá trocar de roupa e limpar o bebé. E voltamos a deitar. Agora o Tomás não tem mais sono, e enquanto eu descansava as pestanas ele fazia me "festinhas" na cara, era muito bom mas se eu não tivesse um filho tão bruto! Joga me cada chapadão na cara que até vejo estrelas. Entre festas, conversa e sorrisos o Tomás lá acabou por adormecer. E assim são as nossas manhãs ternurentas.

You Might Also Like

0 comentários