Diário #29.08.2015

agosto 30, 2015

Estava eu ainda a ver televisão (02:30h), o mesmo de sempre com quatro canais é difícil variar, quando o Tomás acordou numa choradei que não vos passa pela cabeça. Fome não era, depois de lhe ter dado várias "voltas" de ter feito trinta por uma linha percebi que eram cólicas. Fiz lhe umas massagens e lá aliviou. Com isto tudo despertou e eram pouco mais que três e meia da manhã ninguém o parava. Brincava entre o quarto e o corredor, com brinquedo e outras coisas que ia apanhado pelos móveis. A mãe mortinha de sono e ele ligado a corrente, perto das 5 da manhã vi me obrigada a mete-lo na cama mesmo entre lágrimas.  Ele haveria de adormecer e depois de muito chorar lá dormiu.

Acordou cedo apesar da noite agitada que teve, mas por volta do meio dia adormeceu. Ele e eu. De tal modo que nem demos pelas horas passar acordamos eram três e pouco, batia o pai na porta para entrar.

Comemos e vestimos. Fomos a avó. Lanchou uvas, que a mamã arranjo e levou numa caixinha. Comeu com gosto enquanto via os Piratas da Terra do Nunca. Voltamos para casa mas antes passamos pela casa da tia.

Fomos comer uma sopa de peixe, daquelas deliciosas das Bifanas de Vendas Novas. E assim terminou o nosso dia. Sem esquecer que ainda deu para ver a Super Lua, a primeira de 3 que haverá este ano. Estava lindo o ceu hoje e super iluminado.

You Might Also Like

0 comentários