A minha sala

outubro 08, 2015

Ao fim de três meses finalmente consegui improvisar a minha sala, que até agora era um cómodo vazio aqui em casa.

Com a chegada do sofá não podia deixar de arranjar maneira de lá por a televisão, afinal a sala é o espaço de convívio dos três. Então tirei o móvel da entrada para por a televisão, tive de improvisar até poder comprar um móvel de TV. Lá ficou o corredor vazio.

Montei a sala, sofá, móvel e televisão. Um cadieiro de pé que me deram e a aparelhagem do namorado. Uma mesinha a improvisar a secretária e estava feita a minha sala improvisada.

Até que me deparei que faltava algo com que o Tomás se identificasse. E pronto o tapete que estava no corredor mais os brinquedos todos vieram para a sala. Vieram de visita a intenção era todas as noites antes de me deitar retirar. Mas então já imaginaram a trabalheira, por e tirar, por e tirar todos os dias é dose. E lá tem ficado o tapete mais a tralha toda. Destoa um pouco na sala, as vezes parece um parque infantil tudo espalhado mas ou menos ele está feliz, nós estamos felizes e o mais importante juntos nos serões!

Ainda falta muito para a sala, o papel de parede ficou a meio, os cortinados e o candeeiro do tecto ainda não vieram morar cá para casa. Mas é preciso calma! Com calma as coisas vão se compundo e não poderia ter mais orgulho em nós! Porque aos poucos e poucos e estamos a construir a nossa vida, sozinhos, mesmo com altos e baixos estamos sempre de cabeça erguida.

You Might Also Like

0 comentários