Conversas de Mãe - Amamentação

outubro 01, 2015

O nosso projecto conversas de mãe está  de volta. E o tema desta semana é: Amamentação. Sem dúvida um tema enorme em que haveria muito para dizer, contar e opinar. Mas eu vou apenas partilhar a minha experiência que apesar de curta (15 dias) pode ajudar outras mamãs que passem por situações iguais ou parecidas.

Para mim a hipótese de amamentar nunca ficou fora de questão! Sempre o quis fazer e se tivesse conseguido teria o feito durante mais tempo.
O meu leite subiu logo assim que o Tomás nasceu, e com ele vieram as dores nada que não fosse normal e que já não estivessee mentalizada mas primeiro o meu filho, e nem que chorasse baba e ranho não ia desistir de o fazer. O Tomás teve algumas dificuldades para pegar na mama, era bastante dorminhoco e nem acordar para comer queria. O período de adaptação poderia ter sido mais fácil se ele tivesse pegado logo a primeira. Passei mal,  comecei a enervar me pensava que o erro era meu, e que eu é que estava a ser má mãe que nem alimentar o meu filho conseguia. Quando chegamos a casa as coisas mudaram drasticamente! O Tomás passou a ser um relógio e pegava no peito de duas em duas horas e quando não era menos. Pensei que finalmente que amamentar ia ser perfeito e que tudo iria correr bem, que não fosse até aos seis meses fosse pelo menos até aos quatro meses. Mas com quase 15 dias o Tomás começou a ficar com fome, o leite ainda existia mas não tanto como antes e as vezes era preciso passar um dia inteiro para lhe poder dar uma refeição! Tivemos de introduzir o Leite Adptado correu bem apesar de não ser o que tinha imaginado. Mas tive de aceitar afinal o Tomás não podia ficar sem comer.

Foi doloroso, chorei várias vezes. Cheguei a fazer fridas nos mamilos ao ponto de sangrar. Mas sem dúvida foi uma experiência única. Repetia tudo de novo se fosse hoje.

You Might Also Like

1 comentários

  1. Só vim ler depois de publicar o meu post e reparei que os nossos textos estão quase iguais :)
    Passámos exactamente pela mesma experiência! Que giro!

    http://adorosercomosou.blogspot.pt/

    ResponderEliminar