As birras

novembro 02, 2016

Eu sei que é típico da idade quase nos seus 2 anos este menino está sempre a surpreender me com as suas birras! Já falei delas muitas vezes e vocês até já devem estar fartos, afinal só se ouve é mães com as mesmas queixas. Eu desconfio que eles tenham ando todos na mesma escola antes de nascer! O que é certo é que com o passar das semanas (meses!) elas só tem vindo a piorar, eu também sei,  já li melhor dizendo algures,  que elas passam depois dos três anos! Até lá fico velha, cheia de rugas e cabelos brancos! Por aqui as birras tem sido diárias, basta ouvir um Não "qualquer coisa" e logo abre a goela sem mais nem menos, esperneia e agora até às cabeças anda com o que apanha a frente! Só é fácil dizer faz assim, cozido ou assado quando falamos dos filhos dos outros e não estamos nós no lugar de mãe. Se houve alguma coisa que aprendi com isto das birras foi a não opinar quando vejo o filho dos outros a faze-las, e ainda fico com pena! Pena daquela mãe que como eu queria mil e uma dica de outras mães e de especialistas ou até  algo mágico, um comprimido talvez que terminasse com estas birras (de vez!). Não é fácil lidar com elas e eu já tentei tudo, já o ignorei e ainda ficou  pior, já o pus de castigo e ainda grita mais, já lhe expliquei à bem que não "qualquer coisa" e ele acalma e por fim,  abre a boca de novo e lá vai ele na segunda volta e por aí, já mimei sem falar e ele só me afasta e nem um abraço ou beijo me deixa dar.
Temos mais um ano e tal para levar com elas, concluídas as birras estou mestrada em "Uma mãe nunca sabe lidar com uma birra"! E até lá levo com os olhares das pessoas, como aconteceu hoje no caminho para casa, que nos olham como umas más mães e que não temos mão nos miúdos quando afinal as coisas não são bem assim!

Birras se há coisa que não vou ter saudades é de vocês!

You Might Also Like

0 comentários